quarta-feira, 27 de agosto de 2014

batendo punheta no banheiro


Amigo do Facebook batendo para mim


Moreno da FAvela


Fudendo o Negão


Alessandro cardoso do pauzão na cam

eu bati punheta com amigo da escola e ele bateu para mim

A gente estava conversando na escola sobre putarias, sobre meninas gostosas,coisas assim de adolescentes e percebemos que estávamos com nossos paus muito duro.
A gente resolveu depois da aula conversar o assunto e ele ligou para mãe, dele que ia almoçar em casa.
A mãe dele deixou ,quando terminou a aula, ele foi para minha casa e como a casa é grande, minha mae nao se importa de eu ficar com algum amiguinho no quarto.
Entramos no quarto ainda com farda da escola o tesão estava grande a gente com pau duro, ai eu disse para gente ficar de cueca.
Ficamos de cueca alisando o pau pela cueca a gente falando de putaria, tiramos o pau para fora e começamos bater uma punheta gostosa.
Ele pediu para bater para mim
E eu bati para ele
eu estava muito exitado que gosei na mão dele. foi massa

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

punheta na casa do amigo negão





No mundo de hoje crescemos sem limite e achamos que podemos tudo fazer e aprontar travessuras diante disso,fazemos o que vêem na cabeça sem medir as consequências ;Eu estava morando no bairro de classe baixa/média, ficava o dia inteiro na rua brincando,andando de bicicleta,correndo,jogando pedra nos telhados dos outros,apertando a campainha e correndo kkkkk, jogando bola, brigando, era um verdadeiro Malino no meio dos meninos.Embora o tempo passou um tempo ainda lembro sou um rapaz magro,alto ,moreno claro bronzeado,1,80 e 19 cm, olhos claros.



 Tínhamos um grupinho de amigos que fazia-mos quase de tudo juntos, inclusive bater punheta, sempre na casa de um amigo, assistindo filmes pornôs, essa era nossa especialidade, uma putaria só mas sempre cada uma na sua sem homossexualismo, timos até 2 amigas da mesma rua que volta e meia fazíamos suruba com elas numa construção próximo da nossa casa (hoje as duas estão lindas e muito mais gostosas). No verão a excitação aumentava, íamos no açude de Maranguape e nadávamos todos pelados, as meninas só de calcinha e sutiã, era pau duro para tudo qualquer lado. O fato ocorrido aconteceu numa tarde de Sábado de muito calor, estava em casa 





me masturbando assistindo o caldeirão do Hulk , aquelas gostosas só de biquíni naquela esfregação, eu não resistia. Nisto o Felipe me chama, eu saio de pau duro para recebê-lo no portão e ele percebe meu pau duro, e me chama de punheteiro:
-Eita bixim batendo uma né ?
Eu não tive como negar .
Eu respondo pra ele: 
-lógico com esse calor e aquelas gostosas dançarina do Luciano Hulk só podia dar nisso.
-Já que você está assim, porque não vamos lá em casa.Disse Felipe.
Logo o Felipe me convida para assistir um DVD da serie das brasileirinhas  do irmão dele mais velho e ele achou escondido, fomos, chegando na sua casa ele caminha na casa toda e olha se não tem ninguém pois sua mãe tinha ido fazer as compras e chegando em seu quarto ele coloca um filme de racial, uma puta loira gostosa cavalgando no pau do negão, eu fiquei louco só de ver aquela cena.

- Ei Man fica vontade ai !!! Disse  Felipe fala para eu ficar a vontade, sento no Puf e encosto no sofá e fico alisando meu pau por cima do calção duraço.
-Olha ai Felipe como eu estou .Disse para ele mostrando
-Ei Vacilão você pode bater cuidado para não gosar no puf e manchar,se não a minha mãe me pega , ele diz pode bater uma punheta .
Tiro minha camisa quando abaixo o short meu pau pula para fora duro que chega a bater na barriga encosto novamente no sofá e fico fazendo movimentos de cima para baixo e assistindo o filme.
-Olha aqui eu Dri como eu tô.Disse Felipe. Porra o pau dele muito duro mesmo que eu olhei para pau dele. 
Logo em seguida ele também tira seu short e cueca boxe branca, seu pau pula pra fora também  duro, ele senta ao meu lado e fica alisando o pau dele, seu pau tem 17x5, pelos pretos, cheio de veias, cabeça grande e roxa, o meu tem 19x5, branco, pelos claros, reto. Ficamos assistindo o filme e comentando sobre as loiras gostosas durante uns 20 minutos e nada de gozarmos, 
então o Felipe pergunta 
-Ei você demora para gozar ?
-Sim demoro porque ? 
-Eita porra tô quase gozando aqui olha meu pau como esta duro,pode olhar na boa.
passado uns 5 minutos 
O Felipe começa a gemer
-Ai ai aiai  vou gozar, aiaiia   Ele gemendo e suando muito
E não demora muito começa gozar, sai tanta porra que não da nem para acreditar, a porra dele sai com tanta força que chega a acertar seu pescoço,o jato era enorme, ele lambuza todo seu peito e sua barriga com sua porra que parece que ele tomou um banho, então ele começa a passar com a mão a porra no peito e na barriga pra espalhar, isto me da um tesão que até meio estranho, meu pau quase explode, nisto ele levanta e vai tomar banho para se limpar.
eu continuo com minha punheta de boa.
Quando o Felipe volta com seu pau  meio dura e balançando, ele pergunta se eu não vou gozar.
Ei cara vai gosar não ,tu aguenta mesmo bater mesmo né !!!!!!!!!!!!!
eu digo estou quase, ele pergunta se eu preciso de ajuda para gozar.
Fiquei pensando como assim ,so na minha mente 
-Manow tipow assim olha eu posso bater uma para você na boa viu,e fica em off entre nois 
eu olho para ele e ele segurando seu pau meio duro me olhando com cara de safado.
eu fico em duvida mais a proposta me fez acender mais ainda o tesão e pergunto se ele tem coragem.
-Tem coragem mesmo? responde que sim pois estamos só nos dois aqui e não contamos para ninguém.
Nossa que tesão, ele senta do meu lado seu pau já ta super duro, daí ele pega no meu pau, nesta hora que quase gozo, sua mão estava quente, grossa pegando meu pau e fazendo movimentos de vai e vem aquilo eu guase gozo, da eu fico olhando sua mão me punhetando e seu pau pulsando de tão duro e tesão que ele estava sentindo e resisti e não peguei no seu pau, pois não tive coragem, daí o Felipe me confidenciou que já pegouo pau de um amigo nosso, mas ele não contou quem era pra preservar sua integridade e disse que ele tinha um pau de 21x5,5 enorme e que ele ficou com tanto tesão que ele até punhetou o pau do meu amigo até gozar em sua barriga e eu não estava nem acreditando na história, mas também depois dessa eu não ia perder a chupada dele e pedi se ele poderia chupar meu pau, o Felipe nem respondeu passou a lingua na cabeça do meu pau que eu guase gozei, sua lingua era grossa, aspera, quente, aquilo cheguei até gemer de tesão a boca do Felipe estava me levando as nuvens, ele ainda ficava passando a mão nas minhas coxas e alisando as bolas do meu saco, ele chupava com tanta força e vontade que nem uma das nossas coleguinhas de suruba conseguiam fazer.
 Eu já não aguentava mais e falei para ele que ia gozar, ele começo a sugar meu pau e apertar as bolas do meu saco, meu pau deu uma esporrada tão forte que foi direto no fundo da sua garganta o Felipe até deu risada e continuou a chupar e engolir toda minha porra era a sensação mais gostosa que eu tinha sentindo até então e a melhor chupada que eu recebei, O Felipe não deixou nem uma gota de porra pra fora, ele me falou que adorava sentir o gosto da porra em sua boca, daí eu levantei e fui pra o banheiro jogar uma água no corpo, o Felipe veio junto comigo e ficou na porta, falando que tinha gostado muito da nossa punheta e poderíamos fazer mais outros dias e que ele tinha vontade de ser chupado -Você também da outra vez chupa o meu pau?
-Eu não sei ,não cara .
-Mas me diz uma coisa,você é hétero mesmo Felipe ou é viado,Eu fiquei espantado com atitude dele mais ousada.
-Cara eu sou gay não relaxa,apenas curti e senti vontade de fazer com você.Disse ele
nisto meu pau ficou duro novamente e ele disse que poderia ser agora embaixo do chuveiro eu disse que naquele dia não pois eu nunca tinha feito isto e não estava preparado e eu poderia ser outro dia ele ficou meio chateado mas aceitou,
Eu na verdade não estava afim de chupar o pau dele .será que fiz errado de não retribuir a ele? você pode me responder nos comentários vu!!!!!!



eu falei para o Felipe que ele tinha deixado a cabeça do meu pau até ardendo de tanto chupar e riu e que o pau dele também estava até e ardendo.
Eu vesti minha roupa e fui embora. 
Boas foram as tardes de domingo de verão que passei na adolescência, bom mais para frente eu conto como aconteceu ou não ? com o felipe 

Deixe seu comentário 

O negão da construção

Quando a gente é adolescente e tem poucas condições e quando melhora um pouco a gente pede logo a mãe, uma bicicleta e ela me deu.
Eu sempre gostava de dar volta de bike a tardinha ,quando o sol estava mais frio perto de um terreno havia uma construção
um dia eu passando mais proximo,ja que todos que trabalha em construção civil as 17:00 horas para e vão embora, mais nesse dia foram embora mais cedos umas 16:00 horas devido o niver de um deles .
todos os pedreiro foram embora menos um.
eu ia passando ele tava mijando 
ai eu passo olhando e ele falava:cuidado que tu num aguenta não..
Ai falo:tu não é de nada.
ai continuo falar e provocar ele .quando volto ele me chama 
E me convida a entrar e fechar porta de madeira 
ai vou.quando entro na construção ele me pega 
e fala que vou ter o que mereço e que se eu gritasse metia a porrada
o kra era muito lindo e negão tinha kra de modelo.
ele tira a roupa e faz eu mamar.
depois me coloca em cima de uns papelões bota a camisinha.
e meter sem dá.
eu dou um grito mais ele tampa minha boka. 
E fica quase uns 40 minutos em cima de mim socando e me xigando ,me chamando de putinha dizendo que eu fui provocar ele 
ele goza tira a camisinha se lavamos.
Eu com cara de safadinho
ai falo pra ele q gostei e quando vamos fazer de novo
.ai quase todo dia a gente fazia depois da nossa 1 vez
Ai a construção terminou e nunca mais eu vi.

Meu Primo Negão no caminho de casa

As minhas primeira experiencias em sexo.
sempre fora com meus meus primos que me iniciaram sexualmente .
não me arrependo.
o menino que me tornei mais viciado em sexo quanto tanto comer como dá para eles .
Ai uma vez eu seguindo na estrada  e vinha andando a pé.
ai meu primo passa de bike e encosta do meu lado
Ai ele pergunta se num quero ir com ele.
ai falo que sim.
ai venho na frente
Ai ele me levando no varal da Bike  começamos a falar vários assuntos,mas sempre para né no principal.
Ai ele começa a falar putaria  de punhetas.
falar das meninas que ele pega, e noto que ele está de pau duro
-Eita Primo você está de pau duro né ?
É pois tem cada gostoso e cuzinhos que ja comi, diz ele 
e eu também com aquela conversa começo a ficar exitado de pau duro 
ai ele como era muito brincalhão.
ai tenta me derrubar so por brincadeira 
ai começo a xigar ele ai ele me xama de puta e fala que minha falta e nervosismo  é pau no cu
Ai eu falo que ele num é de nada
ai ele para a bike e tira o pau pra fora
ai eu piro quando vejo aquela coisa preta grande
Ai ele pergunta se eu quero
ai eu falo que ele num pode conta para ninguém não
-Ei não vai vacilar né !!!
-Queimar meu filme  e depois sair contando para todo mundo,se não eu te mato
.ai ele me chama para eu ir com ele no trabalho dele que ele me come la.
ai eu falo que hoje não da porque tenho que estudar para prova de amanha

Ai ele fala q vai ter uns dia q vai ter q fica sozinho na casa da mnha avó ai eu falo q da certo.dias passa ai ele chega la na mnha casa pois tava precisando d mnha ajuda pra montar uma cama q ele compriu.ai eu vou qndo chego na mnha avo ja q ele morava com ela eu vejo q era mentira pois n tnha cama nenhuma pra montar n

Ai ele fala :a unica coisa q vou montar aq vai ser meu pau no seu cu. Ai eu pergunto onde ta mnha avó.ele fala q ela viajou e ele vai passa uns dia sozinho.ai ele fecha a porta me pega por traz e me leva pro quarto dele.qndo chego la ele começa a me bja e me bater de leve pois tava com raiva d mim por eu n ter qrido ter ido pro trabalho dele pra ele me fuder.ai eu tiro a roupa dele e tiro a mnha a me agaixo e começo a fazer um boquete nele ai ele manda eu fica d 4 em cima da cama pois ia me rasga todinho.ai fico de 4 ele lubrifica o pau e coloca a cabeça ai falo q ta doendo e ele fala q vou ter q aguentar

Ai falo pra ele q ta doendo muito mais ele tava neim ai.ai ele me pega pela cintura e força ai eu peço pra ele me solta e ele fala q so vai solta depois q me rasga.ele me pega com força e mete d uma vez ai é uma dor q eu falo :tira,tira q ta doendo. 
Ai ele faz d conta q nem escutou 
e começa um vai e vem bem gostoso
 ai em vez da dor 
eu começo a sentir prazer e peço pra ele meter mais e mais 
 ai ele começa a dar estocadas bem forte a
i eu começo a gemer e ele feito bixo me comendo.
depois ele me coloca d frango assado e começa a bombar bem gostoso pois depois q qse 1 hra de sexo ele tira o pau do mu cu e gosa em cima d mim 
e em seguida eu goso naqle corpo negao .
ai ele se deita ao meu lado ai ficamos um bom tempo descançanso 
e depois nois vamos nos limpar .
e em seguida vejo dentro do bannheiro q o pau dele ta duro d novo 
ai pego o sabonete passo no pau dele e começo a lavar o pau dele fazendo uma bela punheta.depois lavo bem lavado 
ai começo a chupar e punhetar ai ele fica me xingando 
e eu punhetando mais forte 
ai depois d um bom tempo ele n avisa q vai gosar ai gosa na mnha cara.um aqla gala qntinha um xeiro tao bom.
ai ele pega e me lambuza a cara todinha depois nois vamos tomar banho 
eu visto me visto 
ai ele vai me deixa em casa

Meu Primo Negão no caminho de casa

As minhas primeira experiencias em sexo.
sempre fora com meus meus primos que me iniciaram sexualmente .
não me arrependo.
o menino que me tornei mais viciado em sexo quanto tanto comer como dá para eles .
Ai uma vez eu seguindo na estrada  e vinha andando a pé.
ai meu primo passa de bike e encosta do meu lado
Ai ele pergunta se num quero ir com ele.
ai falo que sim.
ai venho na frente
Ai ele me levando no varal da Bike  começamos a falar vários assuntos,mas sempre para né no principal.
Ai ele começa a falar putaria  de punhetas.
falar das meninas que ele pega, e noto que ele está de pau duro
-Eita Primo você está de pau duro né ?
É pois tem cada gostoso e cuzinhos que ja comi, diz ele 
e eu também com aquela conversa começo a ficar exitado de pau duro 
ai ele como era muito brincalhão.
ai tenta me derrubar so por brincadeira 
ai começo a xigar ele ai ele me xama de puta e fala que minha falta e nervosismo  é pau no cu
Ai eu falo que ele num é de nada
ai ele para a bike e tira o pau pra fora
ai eu piro quando vejo aquela coisa preta grande
Ai ele pergunta se eu quero
ai eu falo que ele num pode conta para ninguém não
-Ei não vai vacilar né !!!
-Queimar meu filme  e depois sair contando para todo mundo,se não eu te mato
.ai ele me chama para eu ir com ele no trabalho dele que ele me come la.
ai eu falo que hoje não da porque tenho que estudar para prova de amanha

Ai ele fala q vai ter uns dia q vai ter q fica sozinho na casa da mnha avó ai eu falo q da certo.dias passa ai ele chega la na mnha casa pois tava precisando d mnha ajuda pra montar uma cama q ele compriu.ai eu vou qndo chego na mnha avo ja q ele morava com ela eu vejo q era mentira pois n tnha cama nenhuma pra montar n

Ai ele fala :a unica coisa q vou montar aq vai ser meu pau no seu cu. Ai eu pergunto onde ta mnha avó.ele fala q ela viajou e ele vai passa uns dia sozinho.ai ele fecha a porta me pega por traz e me leva pro quarto dele.qndo chego la ele começa a me bja e me bater de leve pois tava com raiva d mim por eu n ter qrido ter ido pro trabalho dele pra ele me fuder.ai eu tiro a roupa dele e tiro a mnha a me agaixo e começo a fazer um boquete nele ai ele manda eu fica d 4 em cima da cama pois ia me rasga todinho.ai fico de 4 ele lubrifica o pau e coloca a cabeça ai falo q ta doendo e ele fala q vou ter q aguentar

Ai falo pra ele q ta doendo muito mais ele tava neim ai.ai ele me pega pela cintura e força ai eu peço pra ele me solta e ele fala q so vai solta depois q me rasga.ele me pega com força e mete d uma vez ai é uma dor q eu falo :tira,tira q ta doendo. 
Ai ele faz d conta q nem escutou 
e começa um vai e vem bem gostoso
 ai em vez da dor 
eu começo a sentir prazer e peço pra ele meter mais e mais 
 ai ele começa a dar estocadas bem forte a
i eu começo a gemer e ele feito bixo me comendo.
depois ele me coloca d frango assado e começa a bombar bem gostoso pois depois q qse 1 hra de sexo ele tira o pau do mu cu e gosa em cima d mim 
e em seguida eu goso naqle corpo negao .
ai ele se deita ao meu lado ai ficamos um bom tempo descançanso 
e depois nois vamos nos limpar .
e em seguida vejo dentro do bannheiro q o pau dele ta duro d novo 
ai pego o sabonete passo no pau dele e começo a lavar o pau dele fazendo uma bela punheta.depois lavo bem lavado 
ai começo a chupar e punhetar ai ele fica me xingando 
e eu punhetando mais forte 
ai depois d um bom tempo ele n avisa q vai gosar ai gosa na mnha cara.um aqla gala qntinha um xeiro tao bom.
ai ele pega e me lambuza a cara todinha depois nois vamos tomar banho 
eu visto me visto 
ai ele vai me deixa em casa

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

o Novo Vizinho

Moro sozinho há mais de 4 anos. Com isso me acostumei a viver nu dentro de casa. Chego em casa tirando a roupa e fico pelado o tempo todo. Gosto muito disso. Meu apto fica no 3º andar, n ão tenho muito papo com vizinhos, s ó o básico: bom dia, boa noite... Semana passada, cheguei em casa por volta das 22h, como sempre, fui me despindo e me preparando para um banho. Antes entrei na net afim de esquentar para bater uma punheta bem gostosa. Entrei em uns sites, assisti uns vídeos muito excitante e tal... Comecei a me masturbar e fui terminar no banheiro, mas logo que entrei a campainha toca. Achei muito estranho alguémnaquele horário, fiquei preocupado e corri, vi no olho mágico uma pessoa estranha, não a conhecia. Perguntei quem era e respondeu que era um novo vizinho. Abri um pouco da porta (eu estava nu) aparecendo apenas minha cabeça. Pedi um minute e corri para colocar uma toalha. Voltei imediatamente, abri a porta e disse que entrasse e não reparasse a bagunça (que bagunça!). Ele entrou falando e explicando o porquê de me incomodar naquela hora. Disse que havia se mudado no dia anterior e tal. E falou que chegando em casa naquela hora, descobriu que tinha deixado a chave no seu serviço. Pediu que eu conseguisse algum telefone de um chaveiro. Eu falei para ele que não conhecia nenhum, mas se ele quisesse poderia usar a minha net e procurar algum contato. Levei até o computador, que fica no meu quarto e disse que ficasse a vontade. Com isso tive que adiar meu banho e punheta para mais tarde. Fui na cozinha beber água e deixei ele no computador... quando lembrei dos sites que deixei abertos. Éguas! Não sabia o que fazer...Se ficava na minha ou ia lá e pedia desculpas e fechava as abas da net... Voltei para o quarto e chegando vi que ele estava vidrado nas "minhas" páginas. Ele se assustou com minha chegada e deu um alt tab para disfarçar. Fiz que conta que não tinha percebido nada. Ele ficou na sua busca e eu sentei na minha cama, perto dele, tentando ajuda-lo. Eu já estava doido pra punhetar e aquela situação só a aguçou. Meu pau ficou duro (17cm, bem grosso e cabeçudo) sob a toalha. Eu não sabia o que fazer...Resolvi tomar meu banho. Falei pra ele ficar a vontade e fui para o banheiro. Meu computador fica de frente para a porta do banheiro do meu quarto. Mal intencionado, deixei a porta aberta, fechei apenas o box de vidro. Pensei, pow, o cara é macho e sabe muito bem que bater uma punheta é mais que normal. Liguei o chuveiro, passei um pouco de creme no cacete e comecei a bater uma punha. Fazia barulho propositalmente. Eu tinha certeza que aquele cara estava me olhando e olhando as páginas pornôs no meu pc. Bati, bati, mas não gozei. Terminei meu banho e sai totalmente nu para o quarto, meu pau rígido como uma pedra; saí falando com naturalidade: coisa boa é bater uma punheta, não é cara?! Ele respondeu passando a vista pelo meu pau: é verdade, amigo! Me enxuguei e fiquei na cama nu. Falei: cara, não leve a mal, mas vivo nu em casa. Ele respondeu sorrindo: fique a vontade, a casa é sua! - Sim, encontrou um telefone de chaveiro, perguntei. -Sim, tem alguns aqui, vou ligar. Ele ligou para uns 3 e nada. Ele começou a se mostrar preocupado por não ter como entrar na sua casa. Para tranquilizá-lo disse que se quisesse poderia passar a noite na minha casa, sem problema. -Não, cara, tenho que resolver isso. -Mas, se não resolver, fique à vontade. O certo é que ele não consegui e teve que ficar para dormir. Sugeri que tomasse um banho e joguei minha toalha meio molhada em cima dele. Ele foi para o banho e eu fui continuar minha punheta... Sentei, encostado no espelho da cama e fiquei batendo. Ele saiu do banheiro, nu, de pau duro e sentou do meu lado, perguntando: Posso te acompanhar nesse bronha? - Fique a vontade, respondi. Ali ficamos batendo uma punheta deliciosa. Ele batia olhando pro meu cacete, aquilo estava me deixando louco. Tive um momento de loucura e peguei em sua nuca puxando sua cabeça em direção ao meu cacete... ele estava doido também, abocanhou meu pau, se deitou entre minha pernas e começou a lamber meu saco, cheirar minhas virilhas, lamber e chupar minha rola, morder a cabeça do meu pau... que tesão enorme. Eu fiquei tentando pegar naquela bundinha linda e peluda, ele ajudou se virando meu de lado, comecei a acariciar o cuzinho dele, apertado que nem meu dedo entrava... cuspi nas pontas dos meu dedos e forcei enfiar o maior de todos, consegui com muito esforço... era muito apertado...fiquei doido para sentir meu pau naquele lugar t ão apertado... tirei a boca dele do meu pau, olhei com cara de tarado pra ele e disse: quero comer teu cu, cara. Ele disse: não, cara, nunca entrou pau nenhuma nele... vamos ficar só nisso mesmo. -Deixa ao menos eu ficar passando meu pau nele...depois de tanto insistir, ele deixou, mas não era pra penetrar... eu peguei um óleo, lubrifiquei meu pau, deixei bem melado, o mesmo fiz no cuzinho dele e comecei a amolar minha espada entre suas nádegas... vez por outra a cabeça encaixava na entradinha e eu forçava entrar... ele reclamava e eu tirava...ficamos brincando um tempinho assim. O corpo dele estava quente, como que estivesse com febre, era puro tesão...Eu pensava comigo, eu vou comer esse carinha... encaixei a cabeçona na entrada e fiquei paradinho lá... senti ele relaxando forcei um pouco, bem pouco, ele relaxou mais ainda...e senti meu pau sento engolido... que coisa apertada! Eu forçava para entrar e a cabeça entrou. Parecia que estava presa pela pressão daquele cu tão apertado...continuei enfiando até o talo... ele gritava feito um urso, mordia o lençol, se contorcia...Galera, eu fodi aquele cu deliciosamente... não d á pra descrever... era apertado demais... tanto que nem ousei em tirar de dentro hora nenhuma... quando eu fazia o vai e vem tirava apenas até chegar na cabeça... parecia que meu pau estava preso lá dentro... muito gostoso. Coloquei ele de frango assado, sem tirar de dentro. Continuei comendo ele e batendo uma pra ele (ele merecia)... Não demorou muito ele deu sinal que ia gozar... senti o gozo dele todo... o cuzinho latejava, contraía... delícia demais! Ele gozou muito... e eu continuei enrabando... aos poucos sentia os seus músculos anais relaxarem... o vai e vem ficou mais frouxo, aproveitei... dei boas socadas, ouvia-se o barulho das minhas bolas batendo...ele gemia feito uma fêmea no cio. Senti que ia gozar...avisei: vou gozar, cara. Atolei meu pau até o talo, parei e deixei ele sentir meu gozo plenamente... meu pau latejava dentro dele, pulsava e jorrava porra naquele cu delicioso...fiquei de pau atolado nele e deitei fraco sobre ele... fiquei ali até meu pau ser expulso naturalmente... quando percebi ele já havia pego no sono, me deitei do seu, quase dormindo também e só acordamos pelo despertador, às 6:30h da manhã...Acordamos, olhamos um para o outro com as caras mais safadas desse mundo, demos um sorriso fuleiro e fomos nos organizar para sair pro serviço. Pouca conversa, nem nos conhecíamos direito... preparei uma vitamina para nós e saímos juntos. Isso aconteceu semana passada. Nos encontramos poucas vezes depois, mas em horários incompatíveis para repetirmos.

Dando cuzinho aos 18 anos

Vou contar uma coisa que aconteceu comigo há algum tempo...Me chamo Bruno e tinha 18 anos quando isso aconteceu, me descrevo tento 1.80 de altura, 65kg. corpo um pouco malhado e nada afeminado e nem gosto de afeminados... Pois bem, era uma tarde de verão, fazia um calorão, meus pais tinham viajado pra praia e me deixaram de caseiro, para minha sorte tinha piscina em casa... Dois amigos meus, um de 18 anos que se chamava Alessandro e outro de 19 anos que se chamava Luiz, apareceram naquela tarde de domingo para tomar um banho de piscina lá em casa, tudo bem e tal, colocaram suas sungas, inclusive eu, e caímos na piscina, eram umas 4:30 da tarde, ficamos um bom tempo na piscina, saímos eram quase 7 horas da noite, fomos tomar banho, um de cada vez, todo de banhos tomados, era umas 8 quando todos acabaram de tomar banho, fomos preparar um lanche, e durante isso conversamos, e eles me perguntaram se n ão podiam posar ali em casa hoje, para assistir de madrugada uns filmes pornôs que tinham alugado, eu como gosto de filmes pornôs, aceitei na hora, preparado os lanches, fomos comer na sala vendo tv até as 11 da noite, peguei e vídeo do meu quarto e coloquei na sala, arrumado, eles pegaram uma das fitas que alugaram e colocaram, era uma fita em que continha apenas sexo anal e oral, nada de vaginal, tiraram seus paus pra fora e começaram a socar uma, eu como sou t ímido, peguei um lençol e me cubri até a cintura, e comecei a socar uma, depois de tanto ver sexo anal, comecei a ficar curioso para saber como seria um macho caralhudo metendo no meu cuzinho... Com isso, pensei logo nos meus amigos, e pensei em um jeito de poder dar pra eles, pensei, até que tive uma idéia de uma aposta e falei “O que vocês acham de fazermos uma aposta?” eles logo responderam “Qual ?” falei assim “Vamos medir nossos paus e ver qual o maior!” eles concordaram e perguntaram “Mas quem ganhar a aposta, ganha o que?” demorei a pensar pra disfarçar e falei “Quem ficar em último vai ser a putinha da noite, o que vocês acham?” eles pensaram e aceitaram... Peguei uma trena, aquelas de costureira que dava pra medir certinho... Alessandro foi o primeiro, mediu e deu exatos 17,5cm, Luiz mediu e deu exatos 19,3cm, era mulato e por isso explica-se o tamanho da jeba, eu fui o ultimo, e medi, deu exatos 16,9cm... Eles bem safados já vieram cobrando a aposta, eu me fazendo um pouco, negando, aceitei... Eles com os paus pra fora e duros falaram, “Chupa, que tu vai ser nossa putinha essa noite!!!”, eu peguei e comecei a punhetar os 2, e cai de boca primeiro na jeba de Luiz, punhetando ainda o Alessandro, depois fui chupar um pouco o Alessandro e punhetar o Luiz... Alessandro falou “Fica de quatro que agora vou provar o cuzinho da nossa putinha!” Fiquei de quatro como pediu, mas antes pedi que ele fosse ao banheiro e pega-se um vidro de vaselina que tinha lá para lubrificar meu cuzinho que até hoje era virgem, continuei chupando o Luiz, quando Alessandro volto com a vaselina, pegou derramou no meu cuzinho e esfrego, enfiando um dedo primeiro, depois o segundo até que enfiou o terceiro dedo, depois de deixar meu cuzinho bem alargado pegou e lambuzou o pau com vaselina também , pegou e pois o pau na portinha do meu cuzinho e falou “Toma o que de mandaram”, e meteu tudo duma vez só, chorei de dor mas agüentei, e continuei chupando Luiz e sofrendo com Alessandro comendo meu cuzinho, depois de uns 5 minutos a dor virou tesão e Luiz pediu pra trocar de lugar com Alessandro, trocaram de lugar, e quando Luiz meteu aquela jeba no meu cu, doeu um pouco porque era bem mais grosso que a de Alessandro, comecei a chupar Alessandro, Luiz me arregaçava todo, meu cuzinho tava deflorado já e Luiz metia que nem louco, Alessandro anunciou que ia gozar, alguns segundos depois Luiz também anunciou, os dois gozaram juntinhos enchendo meu cuzinho e minha boca de porra, engoli toda porra que pude, mas era muita e um pouco escorreu pela minha boca, depois limpei o cacete todinho de Alessandro e em seguida limpei o do Luiz... Depois fomos tomar banho, dei mais uma chupada em cada um e depois fomos dormir exaustos...

O eletricista gostoso - primeira vez no meu cuzinho

Bom, só queria dizer que a história a seguir é verdadeira só os nomes são fictícios.
Eu tenho 19 anos e eu tinha acabado de vir pra faculdade. Era um dia normal, meus pais me ajudavam a arrumar meu novo apartamento, que iria morar agora, e depois iriam voltariam para Gramado, minha cidade de origem. Só que quando a gente testou as tomadas tinha um problema e não funcionavam, logo meu pai ligou para um eletricista, que havia sido indicado elo zelador do prédio, e pediu pra ele vir, só que ele só podia ir depois das 18h e meus pais tinham que voltar para Gramado pois já estava ficando tarde. Então ele me disse que esperasse o eletricista e eles foram embora, e eu já fiquei no meu novo ap. 
Quando já era 18:30 mais ou menos, e eu saia do banho meu intrefone tocou, era o eletricista, então pedi pra que ele subisse. Abri a porta pra ele... Ele era simplesmente perfeito... Alto com uns 1,90m, forte bem malhado do tipo saradão mesmo, e o melhor tinha apenas 26 anos. Cabelos pretos e lisos, meio arrepiado e uns olhos bem expresivos e negros, mas o melhor era o grande volume em sua calça, notei que ele era bem dotado e não consegui parar de olhar. Seu nome era Eduardo. Disse pra ele entrar, eu estava de roupão pois havia cabado de sair do banho. Eu senti que tinha ficado meio excitado com ele, mas tentei fingir porém ele notou e logo me olhou com um olhar meio de desejo. Mostrei as tomadas na sala e fui para o quarto me trocar disse que era pra ele esperar pq tinha umas no quarto tb e fui me trocar. Costumo passar creme antes de me vestir e como sou grande e forte demoro  um pouco, mas nesse dia fiquei passando no meu pau e brincando de punheta, pq fiquei com muito tesão no eletricista. Nesse intervalo ele acabou lá na sala e foi direto pro meu quarto... Sem bater ele empurrou a porta e ficou me olhando bater punheta, eu estava de costas e quando notei que estava sendo observado ele já estava de pau duro, pq notei o enoooorme volume. Ele pediu desculpas e foi saindo, mas eu disse pra esperar. Ele de cabeça baixa disse que ia esperar na sala, e eu tomado de tesão, mas com muito medo da reação dele, disse para entrar que ia mostrar as tomadas... Ele entrou e eu continuei de pau duro mas já de roupão. Ele começou a mecher na primeira tomada, e me comentou: "Você tava animado mesmo hein, batendo punheta essa hora... Tá esperado a namorada?" E eu disse.. "Não, é só pra desestressar mesmo da viagem...Não curto essas coisas de namodrada não." Nessa hora notei a cara de espanto dele... "Como assim?" - perguntou ele, e eu disse "Ah eu sou muito de boa, gosto mais de uma pegação, um foda gostoso" ele deu um sorrisinho maldoso e disse que tb curtia isso... Nessa hora ele teve que subir na escada para arrumar a tomada do ar-condiconado e pediu pra que eu segurasse a escada pra ele, sem hesitar, fui. Ele subiu até uma altura de ficar com a rola na minha cara... Enquanto ele arrumava eu ficava olhando ela se mexer dentro da calça... tava completamente dura. Ele fingia não notar eu olhando mas ficava mexendo ela pra lá e pra cá. Comecei até sentir o cheiro daquela rola toda molhadinha, o cara tinha um cheiro de macho, um cheiro de homem muito bom, não era suor mas uma mistura de suor e testosterona, só sei que era muito bom. De repente ele me assutou dizendo "Perdeu alguma coisaa ai?". com muito medo respondi, "Sim.." ele "O quê?" ai eu disse, "uma rola cheia de tesão..". Ele me olhou, abriu um sorriso e disse "Então vc gosta de rola, né safado? Por isso que vc tava punhetando aqui né?" eu sorrindo disse que sim! Eu sou malhado, faço natação e tals, mas ele era muito gostoso... Ele desceu a escada me olhou e disse "Vc quer fuder gostoso...?", eu só sorri e já coloquei a mão na piroca dele...Ele deu uma gemidinha e me agarrou tirando meu roupão... Ele começou a beijar e me pegar com muito tesão, e eu estava adorando aquilo.
Ele tirou a roupa e me abaixou pra chupar seu pau... Nossa quando eu vi aquela rola enorme, tinha uns 22cm, pensei que não ia aguentar... MAs tava com muito tesão, comecei a engolir aquela piroca gostosa e todo babadinha já... Ele tava estocada que ia lá na garganta... Depois de uns 30 min chupando ele me mandou sentar no seu pau... eu disse que não pq era ativo e nunca tinha dado o cuzinho... ele me virou com força e disse no meu ouvido... "Então é hoje que vc vai perder a virgindade desse cuzinho liso". sou depilado por isso ele disse isso. Ele me disse se num tinha algo tipo lubrificante, e eu como sou prevenido tinha na mala. Ele começou a espalhar no seu pau enorme, adorei ver aquela cena... ele foi e passou no meu cu, e enfiou o dedo médio depois mais um e depois os quatro... nossa eu quase morri de tesão. Como nunca tinha dado, senti muita dor no começo mas depois começei a ter tesão memso... Ele me colocou de quatro e disse "relaxa" e já enfiou o cacete em mim.. Primeiro entrou a cabeça que já era grande e grossa... Eu dei um gemido e ele me agarrou nos ombros com força, vi que não tinha como fugir...
Ele começou a bombar... bombar e bombar, nessa hora a dor já tinha passado e eu só gemia de prazer, e que prazer... Fiz a loucura que não recomendo, não usei camisinha, mas nunca façam isso! Senti seu pauzão lá no fundo... e a pele quente dele aquecia meu cuzinho. Ele disse que ia gozar e eu disse que não... só que nessa hora já tava quase...
Ele bomobou mais um pouco e disse "Não vou aguentar... Ahhhhhhh..." e começou a suspirar e se contrair... senti sua porra lá dentro de mim bem quentinha... Olhei pra ele e ele se debruçava em mim de tanto tesão... Depois ele me chupou até eu gozar... e como gozei... Quando olhamos já era noite e quase 21h. Ele pediu pra tomar banho e eu deixei... e o melhor tivemos outra foda no chuveiro que contarei depois...
E essa foi a primeira vez que dei o cuzinho, e adorei! Aquele macho era muito gostoso! Depois ele sempre ia na minha casa "fazer uns serviços...". Esses contarei depois! E lembrando que essa história é real... Espero que gostem! 

Ajudei meu amigo dando o cu pra ele

Conto Gay
Autor Mrga
Oi leitores de conto eróticos estou aqui pra relatar mais uma aventura sexual vivida por mim quando eu tinha 20 anos, hoje estou com 38, nesta época eu trabalhava com um amigo filho de fazendeiro La em BH, ele se chamava Leônidas, nos viajávamos muito junto, pois vendíamos queijos e outros derivados do leite, numa dessas viagens chegamos à cidade de londrina Paraná, e tinha uma festa da cidade, estava muito cheia, como chegamos cedo e estava muito quente fomos tomar uma cerveja antes de procurar um hotel para hospedarmos, ficamos sentados bebendo a tarde toda, conversamos sobre muitas coisas inclusive sobre sexo, ele tinha uma noiva prometida desde criança para se casar com ele, segundo ele eles transavam direto, mas ele tinha uma vontade enorme de comer o cuzinho dela, mas ela não liberava daí falei pra ele que já tinha comido vários cuzinhos que era uma delicia e coisa e tal, ele ficou muito fissurado no papo, levantamos e fomos procurar um hotel, passamos em vários tudo lotado, daí percebemos que vacilamos e não nos hospedar quando chegamos à cidade, estávamos quase desistindo e indo a uma cidade vizinha, quando no ultimo hotel que entramos o atendente disse que tinha um quarto, mas tinha só um problema, só tinha uma cama de casal, olhamos um pro outro já era tarde da noite, daí decidimos ficar com o quarto, subimos ate o quarto abrimos a porta e vimos uma cama enorme, daí ficamos tranquilo, pois dava pra nos dois dormíamos nela, fui tomar banho depois ele também foi, daí fomos deitar e eu falei pra ele que eu só dormia pelado, que não era pra ele se meter a besta comigo, demos risadas e deitamos, quando La pelas três da manha estávamos num sono profundo, quando sinto o Leônidas encostar a rola dura na minha bunda, levantei o rosto e ele estava dormindo, acho que estava sonhando, voltei a dormir, daí senti de novo sua rola encostar-se à minha bundinha, instintivamente sem perceber abri as nadegas e alojei sua rola perto do cuzinho, e comecei a rebolar no seu pau, daí ele me abraçou e começou a forçar a entrada no meu cuzinho, como eu já era acostumado a levar rola no cuzinho, o danadinho se abriu e recebeu a rola toda dentro dele, daí o Leônidas começou a ficar ofegante e fuder meu cuzinho com mais vigor, depois de alguns minutos e gozou dentro de mim, voltamos a dormir, acordamos no outro dia sem falar nada do acontecido, fomos trabalhar nas vendas e não falamos nada do ocorrido, daí quando retornamos pro hotel perguntei a ele se tinha dormido bem, ele disse que sim e que tinha tido um sonho meio louco, eu perguntei qual ele disse que tava comendo o cuzinho da noiva dele, e ela gostava muito, dei uma risada e falei pra ele você quer sonhar de novo, daí ele se assustou e perguntou por que, daí eu disse o cuzinho e gostoso mesmo, mas não era o da sua noiva, e peguei no cacete dele, ele me olhou e falou que estava entendendo tudo que o cuzinho era o meu, daí falei pra ele que sim e que se ele mantivesse tudo em segredo eu daria pra ele todos os dias, que eu gostava dos dois sexos e curtia muito transar de todas as formas com homem e com mulher, ele concordou e fomos tomar banho daí eu me abaixei e comecei a chupar o pau dele, lambia as bolas a cabeça e engolia tudo dentro da garganta, saímos do banheiro e fomos pra cama e começamos a nos enxugar com nossas línguas e terminamos num 69 incrível, pois ele queria me chupar também, depois ele pediu para que eu ficasse de quatro para ele me foder e ver meu cuzinho, daí eu mais que depressa me posicionei de quarto para recebê-lo dentro de mim, mas agora acordado podendo sentir cada prazer da nossa foda, ficamos fodendo a semana inteira, tentei comer o cuzinho dele, mas como ele era virgem doía muito e não consegui, só trocamos chupetas e eu como amigo dei gostoso pra ele a semana toda, transamos por um longo período depois disto, e acabei comendo o cu da noiva dele, mas depois conto como foi, há e também acabei tendo que dar pra pai dele e o peão La da fazenda, mas fica pra outro. conto estou a fim de realizar uma transa desta se você homem gosta de comer um cuzinho guloso entre em contato comigo, 

terça-feira, 12 de agosto de 2014

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

so eu,e meu primo .ele chega em casa ai levo ele pro quarto ai agente comeca a transar em varias posicoes e na hra degozar eu goso na boka dele e ele na minha